JORNAL MILENIO VIP

Histórias de Magé

Barão Langsdorff morou em Magé.

O retrato é do barão Georg Heinrich von Langsdorff que viveu em Magé. Nasceu em abril de 1774 no Grão Ducado de Mainz, Alemanhã, filho de uma tradicional família de barões.

Em 1793 iniciou seus estudos em medicina na Universidade de Göttingen, concluindo-os em 1797. Em setembro de 1812, Langsdorff foi nomeado cônsul-geral da Rússia no Rio de Janeiro, aqui instalando-se em abril de 1813.

Decorridos três anos da sua chegada, adquiriu uma fazenda, denominada Mandioca, em Magé, onde, paralelamente às funções de cônsul, exerceu intensa atividade científica.

A 30 de agosto de 1825, Langsdorff e sua equipe, da qual faziam parte o botânico alemão Ludwig Riedel, o astrônomo e cartógrafo russo Nester Rubtsov, os pintores franceses Taunay e Florence e o médico e zoólogo alemão Christian Hasse, deram início à Expedição Langsdorff que, a partir de São Paulo, percorreria regiões hoje compreendidas pelos estados do Mato Grosso do Sul , Mato Grosso, Rondônia, Amazonas e Pará.